sexta-feira, 30/09/2011

Lu Alckmin é outorgada madrinha do PROERD

Nesta sexta-feira, 30, as secretarias de Segurança Pública e Educação firmaram uma parceria que permitirá a gradativa ampliação da abrangência do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) para todas as 5.271 das escolas estaduais. O programa já está implantado em 30% das escolas. Além da rede estadual, o PROERD também atende alunos das redes municipais e particulares.

Criado pela Polícia Militar há 18 anos, o programa de prevenção ao uso de drogas entre adolescentes e pré-adolescentes será estendido a todas as escolas da rede estadual de ensino. Dentro de dois anos e meio, todos os alunos de 10 a 14 anos das escolas do Estado receberão aulas, dadas por policiais militares, para identificar as drogas, conhecer seus malefícios e desenvolver estratégias de resistência, para serem usadas quando forem abordados.

O convênio vai simplificar a implantação do PROERD. A tramitação dos projetos de inclusão das escolas no programa será centralizada na Secretaria da Educação. Até hoje, o comandante policial de cada região apresentava um protocolo de Intenção ao diretor da unidade escolar e aguardava a aprovação.

Em 2010, foram atendidas 5.800 escolas (20% da rede particular, 30% da Estadual e 50% da municipal – maioria no atendimento devido ao processo de municipalização do ensino fundamental) em 470 municípios do Estado. O Governo do Estado investe R$ 700 mil por ano no PROERD.

Sala de aula

O programa é aplicado com estratégias preventivas que reforçam os fatores de proteção. Os professores dão apoio aos instrutores em sala de aula. Também são aplicadas aulas de visitação para crianças da Pré – Escola, 1ª, 2ª e 3ª séries do ensino fundamental, bem como palestras sobre o assunto para o ensino médio.

As lições do programa são transmitidas em aulas dinâmicas e divertidas, com apoio em atividades interativas e numa cartilha estruturada com linguagem apropriada para a idade. Os alunos são levados a entender e melhorar sua realidade social.

O programa de aulas baseia-se em 10 lições para alunos de 4ª a 7ª séries e em cinco encontros entre pais e professores. As aulas duram de 45 a 60 minutos, e são dadas uma vez por semana. O programa se inspira na técnica americana Drug Abuse Resistance Education (D.A.R.E.).

Estrutura

O corpo de instrutores do PROERD é formado por 500 policiais militares especialmente treinados para dar aulas. Eles têm a missão de orientar e conscientizar os jovens sobre os efeitos provocados pela dependência de substâncias químicas, sejam elas lícitas (tabaco e álcool) ou ilícitas.
Os últimos dados estatísticos apontam que o programa atendeu 5.578 escolas e mais de 6 milhões de jovens em todo o estado.

Policial professor

Para se tornar instrutor do PROERD, o policial deve ter os seguintes pré-requisitos: no mínimo dois anos de atividades policiais, ter concluído o ensino médio, ter facilidade de expressão, não ser fumante, não consumir bebida alcoólica, ser aprovado nos exames e não estar respondendo a processo criminal ou administrativo.

Depois aprovado no exame de seleção, o policial faz um curso de formação. Em seguida, os aprovados, passam por uma banca examinadora. Com a aprovação em todo esse processo, o policial militar passa a fazer parte do corpo de instrutores PROERD.

Da Secretaria da Segurança Pública

Compartilhe

Últimas Notícias

Fundo Social de São Paulo divulga resultado de Chamamento Público para gestão da Praça da Cidadania de Hortolândia

Edital prevê a contratação de OSC’ para administração das Escolas de Qualificação Profissional do FUSSP   Prédio das Escolas de Qualificação do Fussp na Praça da Cidadania de Hortolândia   O Fundo Social de São Paulo, divulgou nesta quarta-feira, 07 de fevereiro, o resultado final do Chamamento Público para escolha da OSC’ que vai administrar

Governo de SP atende dez cidades com mais de 6 mil itens em ajuda humanitária após chuvas de janeiro

Materiais de primeira necessidade foram enviados para auxiliar as famílias afetadas em municípios do interior, Baixada Santista e Litoral Norte   Defesa Civil faz entrega de doações a municípios atingidos pelas chuvas   O Governo de São Paulo, por meio da Defesa Civil e do Fundo Social, destinou para dez cidades paulistas 6.030 itens de

Fundo Social de São Paulo lança Chamamento Público para gestão das Praças da Cidadania de Mauá e Diadema

Edital prevê a contratação de organização da sociedade civil para administração das Escolas de Qualificação Profissional do FUSSP     O Fundo Social de São Paulo lança um novo chamamento público, desta vez, para selecionar as Organizações da Sociedade Civil que vão administrar as Escolas de Qualificação Profissional da Praça da Cidadania de Mauá e

SEDE DO FUNDO SOCIAL DE SÃO PAULO - PALÁCIO
DOS BANDEIRANTES

Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - São Paulo - SP - 05650-905

MAIS INFORMAÇÕES - Telefone: 11 2193-6979

DEPÓSITO DO FUNDO SOCIAL - JAGUARÉ

Av. Marechal Mario Guedes, 301 - Jaguaré

MAIS INFORMAÇÕES - Telefone: 11 3238-3944 ou 11 3238-3945