terça-feira, 06/09/2011

DASPRE apresenta coleção baseada na Escola de Moda

A presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, Lu Alckmin, e o secretário de Administração Penitenciária, Lourival Gomes, prestigiaram nessa terça-feira, 06, o desfile da grife DASPRE. A nova coleção foi desenvolvida por detentas do regime semiaberto que se capacitaram na Escola de Moda do Fundo Social.

“Através da Escola de Moda elas aprenderam a fazer essas roupas e se tornaram multiplicadoras. Estão ensinando no presídio as técnicas que aprenderam. Assim quando saírem terão uma profissão, uma fonte de renda”, explicou a presidente do Fundo Social.

A DASPRE, criada em 2008, faz parte dos projetos desenvolvidos pela Fundação “Professor Dr. Manoel Pedro Pimental” (Funap), órgão vinculado a Secretaria de Administração Penitenciária. O objetivo é oferecer formação educacional e qualificação profissional as mulheres presas. “E eu quero deixar aqui o meu pedido à sociedade. São mulheres que erraram, mas estão tendo a segunda chance. Vamos ajudá-las! É dessa forma que a gente pode transformar o país”, reforçou Lu Alckmin.

Desde a sua criação, já passaram pelo projeto mais de 300 detentas e a reincidência tem sido zero. Atualmente, cerca de 70 mulheres estão participando das oficinas onde aprendem não só um ofício para exercerem uma profissão além das grades, mas também regras de convivência e de conduta.

Além de terem o reconhecimento de seu trabalho e do direito ao benefício da remição de pena (a cada três dias de trabalho é reduzido um dia no tempo da condenação), todas recebem bolsa no valor de ¾ do salário mínimo e, as do regime semi-aberto, recebem também vales transporte e refeição.

Sobre a Escola de Moda

A Escola de Moda do Fundo Social, localizada no Parque da Água Branca, tem cursos nas áreas de Roteiro de Costura (modelagem, corte e costura), Crochê, Bordado em Linha, Bordado em Pedraria e Confecção de Caixas. São quatro horas por dia de aula durante o período de dois meses.

Os cursos são gratuitos e destinados às pessoas com mais de 18 anos, não sendo necessária escolaridade mínima. Todos os alunos recebem uniforme, material didático, alimentação e auxílio transporte. Os que estão desempregados recebem uma bolsa-auxílio no valor de R$ 210,00 durante o período do curso.

 

 

 

Compartilhe

Últimas Notícias

Fundo Social de São Paulo divulga resultado de Chamamento Público para gestão da Praça da Cidadania de Hortolândia

Edital prevê a contratação de OSC’ para administração das Escolas de Qualificação Profissional do FUSSP   Prédio das Escolas de Qualificação do Fussp na Praça da Cidadania de Hortolândia   O Fundo Social de São Paulo, divulgou nesta quarta-feira, 07 de fevereiro, o resultado final do Chamamento Público para escolha da OSC’ que vai administrar

Governo de SP atende dez cidades com mais de 6 mil itens em ajuda humanitária após chuvas de janeiro

Materiais de primeira necessidade foram enviados para auxiliar as famílias afetadas em municípios do interior, Baixada Santista e Litoral Norte   Defesa Civil faz entrega de doações a municípios atingidos pelas chuvas   O Governo de São Paulo, por meio da Defesa Civil e do Fundo Social, destinou para dez cidades paulistas 6.030 itens de

Fundo Social de São Paulo lança Chamamento Público para gestão das Praças da Cidadania de Mauá e Diadema

Edital prevê a contratação de organização da sociedade civil para administração das Escolas de Qualificação Profissional do FUSSP     O Fundo Social de São Paulo lança um novo chamamento público, desta vez, para selecionar as Organizações da Sociedade Civil que vão administrar as Escolas de Qualificação Profissional da Praça da Cidadania de Mauá e

SEDE DO FUNDO SOCIAL DE SÃO PAULO - PALÁCIO
DOS BANDEIRANTES

Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - São Paulo - SP - 05650-905

MAIS INFORMAÇÕES - Telefone: 11 2193-6979

DEPÓSITO DO FUNDO SOCIAL - JAGUARÉ

Av. Marechal Mario Guedes, 301 - Jaguaré

MAIS INFORMAÇÕES - Telefone: 11 3238-3944 ou 11 3238-3945